Empreendendo Nas Adversidades

Data da publicação 24/08/2016



“São nas grandes adversidades que mais aprendemos e não na zona de conforto”

Leandro de Mello Schmitt – “Famílias Empresárias Unidas”.

 

O que difere um genuíno empreendedor dos demais empresários é a característica visionária, aquela capaz de ver coisas que a miopia das circunstâncias impede.

 

O imediatismo, a ansiedade e o medo de tomar atitude são inimigos do empreendedorismo que se caracteriza justamente pelo contrário: investimento no futuro, tranquilidade e ação.

 

Portanto, num cenário como o que presenciamos de forte recessão econômica, é onde se sobressaem os verdadeiros empreendedores, aqueles que replanejam, encaram cortes de custos e despesas, estimulam sua equipe e diversificam suas estratégias com a convicção de que dias melhores virão.

 

Alguns seguimentos até crescem nesse ambiente hostil, como por exemplo: o “pet shop”, as áreas de estética e cosmetologia e as de inovações tecnológicas, dentre outros tantos.

 

Então é hora de fazer uma lista das providências necessárias. Impressionante o milagre que acontece quando fazemos listas. A primeira sensação é a de que mantemos o controle da situação e em seguida se parte mais objetivamente para a solução de cada item, com decisões, ações proativas e a consequente mobilização da equipe, se for o caso.

 

Com essas ações em curso, nossa mente se libera das travas do pessimismo e nos permite pensar novamente como empreendedores, usando de toda criatividade para fazer novas parcerias, renovar as existentes, ampliar as inovações e remar contra a maré, destacando-se ainda mais perante nossos clientes e consumidores.

 

Quando a economia voltar aos eixos, e vai voltar, acredite, sempre voltou, estaremos ainda mais fortes e com uma experiência que só nas tempestades adquirimos. Agora é o momento ideal de mostrarmos nosso valor, nossa competência para cuidar do nosso negócio. Acredite, sempre, não desista jamais e colherá os doces frutos da prosperidade.

 

 

Algumas providencias práticas:

 

1. Enxugue as despesas particulares, substituindo-as por hábitos mais baratos, mas não menos prazerosos;

 

2. Reúna-se com a equipe ou com pessoas de sua confiança para ouvir opiniões e sugestões que culminem com o aproveitamento maior dos recursos humanos. É a famosa ideologia do “fazer mais com menos”;

 

3. Troque despesas por investimentos, onde toda economia com energia, telefone, consumo desnecessário possa ser empregada em novas ações de marketing;

 

4. Negocie com suas parcerias, fornecedores, clientes, bancos, prestadores de serviços, maiores prazos, menores juros em condições mais favoráveis do que as atuais.

 

5. Acima de tudo, crie e prossiga criando, soluções, ideias, produtos e estratégias.

 

Cássio Bauléo – Consultor Contábil do Escritório Contábil Paulista de Lins e Vice-Presidente da ADETEC.

ADETEC - Agência de Desenvolvimento Econômico e Tecnológico - Rua Floriano Peixoto, 1093, Centro - CEP 16400 101