Empresa de Bauru recebe consultoria no Hotel de Projetos da Incubadora de Lins

Data da publicação 11/06/2016



Estiveram no Hotel de Projetos da Incubadora de Empresas de Lins, representantes da startup IBBO, empresa de Robótica da cidade de Bauru, que utiliza tecnologia no desenvolvimento educacional.

 

Por seis meses os quatro sócios passarão por período de formação com orientação financeira; gestão de negócios; comunicação e marketing - mentoria a cargo da coordenadora do Hotel de Projetos, Viviane Faustini.

 

A empresa ainda realiza testes e pesquisas para inclusão no mercado. O objetivo é desenvolver produtos de robótica educacional e, por meio de oficinas envolverem os alunos na aquisição de conhecimento, percepção, atenção, associação, memória, raciocínio, imaginação e linguagem.

 

 

Paralelamente um software também será incluído, com o intuito de promover interação da criança com “cenários”, permitindo o desenvolvimento de algumas habilidades cognitivas essenciais para a formação da criança, não se limitando ao ensino da lógica.

 

Os testes serão realizados em escolas de Bauru e possivelmente em uma entidade sociocultural de Lins.

 

Segundo os empresários, o uso da tecnologia como ferramenta educacional tem sido cogitado por profissionais da educação como meio de resgatar o interesse dos estudantes que não conseguem se adaptar aos métodos pedagógicos que não acompanham a evolução tecnológica.

 

A IBBO Technologies é uma startup que acredita que o uso da tecnologia de maneira sustentável pode revolucionar a educação no Brasil. “Ouvimos de um diretor de escola que, é preciso mudar nossos métodos, mas não sabemos como. E o IBBO é um dos caminhos”, relatou o empresário Everton Kelvin.

 

A empresa é formada por profissionais da área de Tecnologia formados na UNESP Bauru, parte deles com passagem no time de robôs da universidade.

 

 

Celso de Oliveira Lisboa, Everton Kelvin, Pedro Ferreira, Mateus Batista, acreditam na difusão do ensino de computação e robótica nas escolas, como cultura de inovação e oportunidades para as novas gerações de estudantes.

 

Há um mês os profissionais já recebem formação no Hotel de Projetos da Incubadora, via Skype, e os resultados já são apontados.

 

“A parte motivacional está fervendo, em trânsito orientação em gestão e comunicação norteiam os nossos passos. O programa do Hotel de Projetos abriu nossos olhos. Pensávamos como cientistas e agora estamos no caminho fundamental para a nossa afirmação no mercado”, relatam.

 

Viviane Faustini, conclui que o potencial da startup é de sucesso. “É altamente inovadora, com profissionais extremamente competentes e que respondem às mentorias com ações diretas. Serão seis meses valiosos para ambas as partes”, finaliza.

Marcelo Gomes

Formado em Jornalismo e Comunicação Social. Atualmente presta serviços à Incubadora de Empresas.

ADETEC - Agência de Desenvolvimento Econômico e Tecnológico - Rua Floriano Peixoto, 1093, Centro - CEP 16400 101