Buffet Portela Recebe Grupo de Apoio ao Desenvolvimento Econômico de Lins - GADE

Data da publicação 24/05/2016



O segundo encontro do GADE, em 2016, ocorreu na sede da empresa Buffet Portella, dia 23 de maio, com a participação de 43 pessoas, entre empresários e representantes da ADETEC, do Sincomércio, dos Contabilistas, da Prefeitura e da Câmara Municipal. Em destaque a integração oficial da Associação Comercial de Lins à Coordenação do movimento.

 

Atualmente o GADE (Grupo de Apoio ao Desenvolvimento Econômico de Lins) fortaleceu a característica de realizar encontros em empresas, com o objetivo de apresentá-las aos participantes: divulgar seus produtos; saber de suas histórias e avaliações de interesse relativo ao desenvolvimento local. Tratado como “Conheça a Minha Empresa”.

 

Encontros com o interesse de aproximar empreendedores, manter comunicação constante e oferecer soluções de interesse comum.

 

 

 

Sergio Milhorin, da Associação e do Sindicato dos Contabilistas de Lins, conduziu a reunião e, inicialmente, relembrou a constituição do Grupo e a importância em pensar e discutir o que é bom para Lins. “Somos um instrumento de apoio às instituições e o nosso propósito é fortalecer decisões de interesse da população”, valorizou.

 

Mauro Portella e Família apresentaram o Buffet Portella discorrendo sobre os caminhos traçados pela empresa, que iniciou o comércio na área de alimentação, há 30 anos, produzindo salgados e assados.

 

Segundo Portella, o primeiro salto, ocorreu por meio de um pedido de uma cliente. O desafio era organizar um aniversário de 15 anos. Sem possuir talheres e outros equipamentos específicos saiu às compras, com urgência - venceram o desafio com louvor. O segundo passo foi um casamento e, aos poucos foram crescendo.

 

 

A grande mudança ocorreu após a apresentação de uma receita de Leitoa Assada no programa Globo Rural, da Rede Globo de Televisão. Sequentemente foram convidados a fazer outro prato no programa Nosso Campo, da mesma emissora.

 

A repercussão nacional fortaleceu os passos da família que não deixou a oportunidade passar.

 

“Resolvemos mudar. Aproveitamos o resultado e criamos o Buffet. Dois anos depois avaliamos a necessidade de nova mudança, pois já tínhamos 22 concorrentes diretos. Aí direcionamos para o Happy Hour, com música ao vivo, que até hoje é um estrondoso sucesso. E não vamos parar por aí. Sempre inovamos os sabores dos nossos salgados e em outubro vamos inaugurar o restaurante MALBEC, na sede do Clube Linense”, informa Portella.

 

Marcos Montanha, proprietário das empresas Eletro Montanha e Eletro Linense, contou sua experiência no espaço temático, “Fazendo a Diferença em Época de Crise”.

 

Montanha enfatizou a persistência e preparação profissional para superar obstáculos.

 

Na trajetória da empresa, constituída pelo pai e um tio, em 1973, na avenida Floriano Peixoto, passou por muitas turbulências: período de grande concorrência, falta de capital de giro e preços de venda desajustados.

 

 

As atividades quase foram encerradas após quatro anos. Em um período difícil, em 1977.

 

Do caminho da falência surgiu uma oportunidade espetacular. Um grande concorrente, “A Instaladora”, resolveu fechar as portas e negociou a venda de sua empresa com a Eletro Montanha, realizando um acordo salvador para esta última.

 

Muita dedicação e trabalho, levaram à ascensão gradativa e ao prédio próprio. Foi quando um incêndio praticamente destruiu a empresa.
Segundo o empresário, a tragédia também serviu para divulgar a empresa. Na época, com o nome de “Eletro São Marcos”, ficou conhecida em todo o Estado, mostrando que as crises, sempre, e as tragédias, às vezes, têm o seu lado positivo.

 

Não bastasse esse fato, a empresa superou ainda a falência de um banco, o Comind, que custou a perda de parte do capital de giro. Vieram ainda os planos econômicos (Sarney e Collor), com inflação exorbitante e sequestro de recursos financeiros.

 

Superando todas as diversidades, o Marcos declarou que seus investimentos, com apoio da família, sempre foram com os pés no chão.

 

Sucessivamente a empresa adquiriu um prédio maior, trocou de nome por questão de registro de marca, e posteriormente adquiriu a empresa Eletro Linense.

 

A Eletro Montanha é associada à ADETEC Lins, valoriza os cursos oferecidos aos empresários que são propulsores aos conhecimentos e ajudam a constituir novas ideias e referências de melhoria na qualidade.

 

“Atualmente, em nossa empresa, temos um profissional de Marketing que atende toda semana. Valorizamos a qualificação dos funcionários e o atendimento personalizado ao cliente”, encerra Montanha.

 

 

Presentes no evento, o prefeito Edgar de Souza e o vice, Rogério Barros, finalizaram o encontro enaltecendo o esforço de interesse comum.

 

“Queremos ouvir e ajudar no que for preciso, sei que aqui há discussão para apontar caminhos, em sintonia. O nosso propósito e ajudar no que for preciso”, declarou Barros.

 

Edgar, em sua fala, destacou a importância da união dos empreendedores e a necessidade de valorização das entidades de classe. Ainda convidou a todos para apoiar a revisão do Plano Diretor local, que se iniciará em breve. “O plano diretor não é só uma questão urbanística. Reflete também a condição econômica e interfere nos anseios da sociedade”, enfatizou.

 

O próximo encontro ocorrerá na empresa no Centro de Eventos Only Happy, em data a ser definida.

Marcelo Gomes

Formado em Jornalismo e Comunicação Social. Atualmente presta serviços à Incubadora de Empresas.

ADETEC - Agência de Desenvolvimento Econômico e Tecnológico - Rua Floriano Peixoto, 1093, Centro - CEP 16400 101